Barcelense Carla Pontes distinguida no Fashion Film Festival

A designer barcelense Carla Pontes venceu o prémio de Melhor Filme de Moda de Marca, no Fashion Film Festival, com “Cloud Tryptic”. Trata-se de um vídeo que, explica Carla Pontes ao JB, “nasce da vontade de mostrar um lado mais conceptual de colecções” que tem vindo a desenvolver, como forma de “mostrar mais o lado envolvente”. “Cloud Tryptic” é desenvolvido em três vídeos, que depois se resumem num só, e que “contam a história dos três momentos pelos quais a colecção passa”. “Este vídeo vai desvendando os detalhes da colecção, mas, ao mesmo tempo, todo o envolvimento conceptual”, explica a designer de 31 anos, natural de Galegos Santa Maria.

“Cloud Tryptic” é relativo à colecção “Cloud” e, embora não tenha sido pensado como uma campanha para a colecção, não deixa de o ser, na medida em que “mostra os modos de vestir das peças”, só que, sublinha Carla Pontes, “tenta mostrar todo o envolvimento conceptual”. E, sendo “Cloud” uma colecção em que é evidente uma ligação à natureza, foi também essa a envolvência transmitida em vídeo. “As minhas colecções têm sempre essa ligação e, neste caso, ela vive num ambiente muito ligado à praia, às dunas, à ideia do entardecer, do final do dia, dos crepúsculos, das nuvens e do sol a juntar-se com o mar. E todas estas imagens visuais, que vão sendo criadas à volta deste universo, foram as imagens que também se tentaram passar para a colecção… As tonalidades claras, os rosados, os tons sunsets, as tonalidades mais a puxar para um azul noite”, explica ao JB a designer.

“Cloud Tryptic” é uma simbiose entre design, música e cinema e foi desenvolvido, enquanto marca “Carla Pontes”, pelo realizador Miguel C. Tavares e com colaboração de José Alberto Gomes na parte do desenvolvimento da música.

“Raw” – 11.ª colecção

Licenciada em Design de Equipamento (pela ESAD, Matosinhos, e Politecnico di Milano) e em Design de Moda (CITEX/MODATEX, Porto), Carla Pontes tem 31 anos. Em 2012, apresentou a primeira colecção em nome próprio. “Raw” é já a décima primeira, com as propostas para o Verão 2018 e vai ser apresentada, dia 20 deste mês, no Portugal Fashion. É já a quarta vez que Carla Pontes se apresenta na passerelle principal, depois de sete colecções terem sido desenvolvidas na Bloom, uma plataforma “de crescimento de jovens criadores”. “Raw é a ideia em cru, no estado mais natural possível”, avançou Carla Pontes, para depois completar: “Fala numa ideia de multiculturalidade, dessa mistura cultural e influências dos quatro cantos do mundo, que é vista como a chegada ao ponto mais natural possível. Ou seja, nós atingimos o ponto mais natural, quanto mais misturados e envolvidos estamos uns com os outros”.

As influências para os trabalhos, de resto, surgem-lhe de forma “muito natural” e, também por isso, vai buscar elementos da natureza ou temáticas ligadas ao que somos. Porque é formada em Design do Equipamento, Carla Pontes acaba por “nunca fugir à ideia de funcionalidade e de servir o ser humano”. Mas, ao mesmo tempo, atentou Carla Pontes, com o trabalho de moda, acaba por “conseguir transmitir uma série de outros conceitos que têm a ver com o estado de espirito, com a identidade, com outras influências para o ser humano se sentir mais integrado e confortável no seu próprio corpo, na realidade”.

[in Jornal de Barcelos, edição de 11 de Outubro de 2017]

*Foto: DR

Ver mais artigos

Para ouvir

Barcelenses pelo Mundo

Rubrica emitida no programa “Acontece”, da Rádio Barcelos, entre 2016 e 2019. Diferentes histórias de vida e experiências dos barcelenses espalhados pelo mundo.

Para ouvir

SC Ucha

Na rubrica “O meu clube é melhor que o teu!”, conhecemos o Sporting Clube da Ucha.

Para ler

Investigação cativa ‘pequenos cientistas’

Não há fórmula química para se fazer um cientista ou um aficionado pela investigação. Na Escola Secundária de Barcelos, este gosto cultiva-se através da Rede de Pequenos Cientistas.